Murchei quando esqueci que se eu não permanecer em Jesus não irei florescer (Parte 2/2)

15.6.18



Novamente percebi o grande amor do Lavrador, pois Ele estava me oferecendo um recomeço ao invés de desistir de mim. Ele estava me oferecendo uma nova chance e eu tinha liberdade de aceitar ou não, sabendo que Ele continuaria me amando caso eu não aceitasse, porém eu sabia que ficaria afastada Dele ou viveria de uma aparente comunhão quando já a havia perdido. E o amor Dele demonstrava que Ele estava aquilo pelo meu bem, pois Ele é um Pai que disciplina quem ama e alerta o filho que está caminhando para o abismo. Ele se importa tanto que não aguenta nos ver fazendo aquilo que nos leva a perdição eterna, mas nos resgata como fez com a ovelha perdida. Percebi também que Ele me pedia para fazer algo por Ele quando eu seria a beneficiada disso, pois aquele processo traria melhoras, recompensas e vantagens para mim, e Ele se alegria ao me ver vencendo, mas a glória seria para Ele que tudo faria. Então eu levantei meus olhos vermelhos de tanto chorar e o encarei por alguns segundos. Os olhos Dele eram como chamas de fogo e seu rosto brilhava como o sol do meio-dia, e seus cabelos eram brancos como a neve, mas Ele aparentava jovialidade.

– Você não estará sozinha nesse processo, pois apesar de você ter cortado a ligação do seu galho com o Espírito Santo, Ele continua te esperando voltar e Ele deseja ardentemente iniciar esse processo contigo. Ele que vai te ensinar tudo que você precisa saber. Ele que vai estar ao seu lado todos os dias e que vai te mostrar o que precisa ser mudado, melhorado ou cortado pela raiz. E o Espírito Santo é muito paciente, persistente e não vai desistir de você como algumas pessoas fizeram depois que você cometeu alguns erros. Ele vai continuar porque sabe que desde a queda de Adão e Eva no Jardim você tem uma inclinação forte para a queda. Mas se você deixar o coração aberto e se arrepender, Ele vai continuar e te mostrar o que deve ser feito. E o que for difícil demais para você fazer Ele vai executar por Ti e contigo. Aceita?

Como eu não conseguia falar, apenas balancei a cabeça positivamente sinalizando que eu aceitava esse tal processo de poda, mas já esperava que ele fosse bem difícil mesmo, pois no passado eu já havia passado por alguns e de fato eu floresci, porém havia sido muito doloroso. Ademais, o processo de poda pode ser também muito solitário e silencioso, pois ele acontece dentro do nosso lugar secreto. As pessoas do lado de fora do secreto não fazem ideia do que está acontecendo dentro dele. Elas não sabem das lutas, dos desertos, dos vales que enfrentamos quando fechamos a porta do quarto e buscamos nosso Pai que está em secreto, mas que em secreto nos recompensará. São momentos onde as lágrimas correm por horas e inundam o travesseiro ou o chão. Alguns gritos de dor são imitidos e ninguém sabe que está acontecendo uma guerra entre a carne e o espírito. E a poda dói porque ela nos leva ao autoconhecimento. Pois o Espírito Santo mostra quem verdadeiramente somos e lidar com nossos defeitos é vergonhoso demais. É triste olharmos para dentro de nós e vermos que somos feitos de falhas, erros, máscaras e transgressões.

Todavia, Ele não faz isso para nos torturar, mas faz porque é necessário conhecermos aquilo que o pecado fez em nós para que possamos mudar essa situação. E como eu disse anteriormente, Ele nos propõe essa mudança e nós a fazemos por amar a Ele, mas Ele nos poda por amor a nós. Assim o amor é a base da poda. Além de que é impossível melhorar se você não souber o que precisa ser melhorado. Mas encarar quem você é dá uma vontade de sair correndo e dizer a Deus que não se suporta, que não tem como conviver consigo mesmo dentro de um corpo que só faz aquilo que é ruim. Eu cheguei a me odiar porque não conseguia tolerar tantos erros e me doía muito saber que foram esses erros que me afastaram de tantas pessoas que eu amava, mas que também afetaram drasticamente meu relacionamento com Deus. Não que Ele não me aceita como eu sou e se afasta porque não me aguenta, mas porque o pecado cria mesmo essa barreira. Porém, o sangue de Jesus é justamente essa ponte construída por cima dessa barreira. Ele faz uma ligação entre nós e o Pai quando seria impossível fazê-la por nós mesmos. E Ele que nos limpa e diz que podemos sim passar por esse processo para que no final Dele sejamos a sua imagem e semelhança.

Pois o processo de poda mexe com quatro pontos principais: sentimentos, caráter, relacionamento com Deus e propósito. Aonde nos sentimentos temos as motivações que nos levam ao pecado, podendo ser, por exemplo, o egoísmo, orgulho, inveja. O caráter é quem nós somos e o que o pecado nos tornou. Nosso relacionamento com Deus é o que deveria ser a base da nossa vida, pois é o motivo de termos sido criados. E o propósito aqui é a vocação que recebemos de Deus para executarmos uma obra aqui na terra para a glória Dele. E o Espírito Santo nos leva a ver na poda alguns sentimentos tem que ser cortados e jogados fora, pois eles nos levam ao pecado. No caráter temos que cortar também algumas coisas que fazemos e sabemos que é errado, pois elas nos machucam e machucam os outros, e que precisamos ter o caráter de Cristo, sermos como Ele e andar como Ele andou. Na nossa relação com Deus vamos deixar de amar coisas e amar a Ele acima de tudo, vamos falar com Ele com sinceridade, passarmos tempo á sós com Ele e vamos conhecê-Lo pessoalmente, e nisso vamos sentir que fomos criados para esse amor, para permanecermos Nele e qualquer vazio é causado pela a saudade que sentimos dessa comunhão.

Por fim, em nosso propósito seremos tratados para nos alinharmos a aquilo que Deus sonhou para nós desde antes a fundação do mundo. Vamos possuir a nossa identidade de filhos amados e seremos parecidos com Jesus, assim será mais fácil agirmos como Ele e nos movermos em seu amor. Mas o que aprendi nesse processo de poda é que fazer algo para Deus e trabalharmos em sua obra é apenas uma consequência do nosso amor por Ele que é construído no relacionamento. Nós até podemos fazer algo para Deus, como eu estava fazendo, sem ama-Lo acima de tudo, porém essa será uma obra vazia e sem valor algum. Por isso antes de nos propormos a conhecer nosso propósito e fazermos algo por Ele, temos que aprender a ama-Lo, a busca-Lo e nos apaixonarmos por Ele. Por sem amor nenhuma obra tem sentido ou valor, e Ele pode dizer que não nos conhece, pois não nos relacionamos com Ele (Mateus 7:23). Além disso, o nosso propósito não é aquilo que queremos fazer para Ele e sim o que Ele deseja fazer ao nosso lado, pois sozinhos não seremos capazes de trabalhar na obra e nem de dar frutos de qualidade. Ademais, todo orgulho tem que ser cortado para que não venhamos nos glorificar em nós mesmos ao fazermos a obra. Pois tudo é sobre Ele e feito para a glória Dele.

Portanto, o processo de poda é mais do que necessário para conhecermos quem somos e sabermos o que deve ser tratado em nós. Porém, como ele é muito intenso e doloroso, temos que fazê-lo debaixo da direção do Espírito Santo. Pois se fazermos isso sozinhos pode gerar em nós sentimentos depressivos e um complexo de inferioridade muito sério. Também pode ser necessário que uma pessoa mais capacitada no assunto, como um líder espiritual e um psicólogo, nos ajude nesse processo e nos oriente, além de nos fortalecer e nos ajudar a lidar com tanta coisa que sabemos sobre nós menos. Mas quem precisa estar em primeiro lugar nesse processo e temos que recorrer a Ele em todo instante é mesmo o Espírito Santo. Pois Jesus o enviou para que pudesse gerar Cristo em nós assim como fez em Maria, mas agora de um modo que possamos dar a luz sentimentos, caráter, relacionamento com Deus e propósitos aprovados, limpos e de acordo com a vontade de Deus. E se você está no processo ou sendo levado a entrar nele, não desista. Persevere, pois vai valer a pena e a sua recompensa é ser a Noiva ideal que Jesus virá buscar em sua segunda vinda durante o arrebatamento. 


Escrito por: Tatielle Katluryn


"As palavras que eu digo não são propriamente minhas, mas do Pai que vivem em mim." João 14:10

Deixe algo nos cometários, pode ser uma crítica, sugestão, elogio ou qualquer outra coisa. 


Quer conversar sobre algo que sentiu em relação ao texto? Desabafar, pedir ajuda, receber conselhos ou oração? Só entrar em contato.

Outros textos para você ler

2 comentários

  1. ME REVEJO MUITO EM TI TATIELLE, TEMOS A MESMA IDADE, GOSTAMOS DE LIVROS DE OUTRAS ÉPOCAS E SEUS TEXTOS PARECEM SER ESCRITO PARA MIM COMO SE VC ME CONHECESSE...gostaria muito que fossemos amigas, que DEUS TE ABENÇÕES HOJEE SEMPRE

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oh meu bem, agradeço o carinho, que Deus lhe abençoe, cuide e se manifeste a você cada dia mais. Toda honra e glória dessas palavras ao Espírito Santo. Podemos ser amigas sim, é só me chamar no meu e-mail katluryn@gmail.com

      Excluir

Você compraria meu livro?

Postagem em destaque

Quando todos se vão Deus permanece e cuida da menina que foi deixada para trás

Ela é aquela que fica quando todos por algum motivo decidem ir embora. Ela sempre fica e se pergunta o que fez de errado para isso ac...