Sou aquele livro

24.8.15



Sou aquela música que você escuta apenas para preencher o silêncio da casa vazia. Tão inútil quanto aquele livro que você comprou só para ocupar espaço na sua estante. Enquanto eu te esperava ansiosa, como uma criança aguardando um raio de sol que tentava sair detrás de uma nuvem de chuva.

Importante quanto um colete salva-vidas para quem está num rio sem sabe nadar. Te queria com urgência, como um peito ardendo pela falta de oxigênio. Eu era sua, assim como as conchas pertencem ao mar.

Não resistia a calma que emanava do seu riso alegre. Quisera eu não ter cruzado contigo na esquina da solidão. 



Escrito por: Tatielle Katluryn



Outros textos para você ler

0 comentários

Você compraria meu livro?

Postagem em destaque

No lugar secreto há três ambientes que podemos frequentar: quarto, deserto e monte (Parte 1/3)

Dizer que somos cristãos é o mesmo que dizer que somos como Cristo. Mas apenas dizermos isto não nos faz de fato sermos como Cristo. ...